Publicado por: jromarq | 19/08/2009

Bazófias demo-tucanistas na CCJ

lina-vieira-10

Tive o desprazer de assistir o espetáculo dantesco no picadeiro político armado, sorrateiramente, por tucanos e demonistas na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do senado. O órgão é presidido pelo senador Demóstenes Torres do Democratas. Antes de qualquer coisa, pergunto: “Acaso políticos que defenderam de maneira ferrenha a ditadura militar, figuras nefandas, notoriamente antidemocráticas, têm envergadura moral ou ética para comandarem debates referentes a temas ligados à justiça e ao estado de direito?”. Particularmente diria que não. Ou, de modo oposto, o pensamento lógico que aprendi a aceitar desde sempre subverteu-se; virou pelo avesso. Em outras palavras, o que era certo, agora é errado; o que era verdadeiro, agora é falso; o que era positivo, agora é negativo; o que era 0 agora é 1; e, por fim, o que era verdade, agora é mentira. Afinal de contas, qual o motivo do comparecimento da Sra. Lina Vieira, ex-secretária da Receita Federal, à CCJ?! Foram horas e mais horas de questionamentos inúteis, superficiais  e repetitivos. Foram horas e mais horas de um teatro deprimente movido à dissimulação e politicagem do mais rasteiro nível; uma verdadeira farra de esbanjamento de tempo e dinheiro público – dinheiro que, aliás, sempre acaba saindo de nossos parcos; de nossos parvos bolsos. Lina Vieira, como se esperava, não revelou absolutamente coisa alguma; não apresentou provas e nem sequer teve ousadia o bastante para lançar acusações. Manteve-se, o tempo todo, na fronteira dúbia de um discurso vazio, ambíguo e contraditório. Segundo texto de reportagem da Folha “Não apresentou provas nem soube informar o dia e a hora em que a reunião [com a ministra Dilma] teria acontecido”. E mais, não informou a ninguém sobre o suposto encontro com Dilma Rousseff para tratar de questões relacionadas ao filho do presidente do senado, Jose Sarney. A hipotética reunião não está registrada em nenhuma agenda oficial – o único tipo de agenda que interessa nesses casos. O nome da Sra. Lina não consta em nenhuma relação de convidados; aliás ela mesma declara “não ter recebido convite direto da ministra Dilma” para comparecer ao misterioso encontro. A ex-secretária afirma que a ministra Dilma pediu única e exclusivamente “agilidade” na investigação de empresas ligadas à família Sarney, acrescentando que “não se sentiu pressionada” pelo pedido. “Também não fui cobrada sobre isso“, disse ainda. Ora! Então o que, de fato, podemos depreender desse episódio? Temos a palavra de uma ex-secretária da Receita Federal demitida por razões muito pouco conhecidas, afirmando que se encontrou com a ministra Dilma Rousseff – um suposto contato de no máximo dez minutos – para tratar de questões que ela própria não soube explicar ao certo. Afirma apenas ter recebido uma suposta recomendação da ministra Dilma para agilizar investigações que envolvem empresas da família Sarney. Em outras palavras, Lina Vieira não disse nada, não revelou coisa alguma e, o que é mais importante, não embasou suas declarações vagas e contraditórias em provas documentais. O ministro da justiça, Tarso Genro, saiu em defesa de Dilma Rousseff, afirmando que mesmo que ela tenha pedido para a Receita Federal agilizar investigações, a prática não deve ser condenada na administração pública federal. Disse, ainda, ter convicção de que Dilma fala a verdade ao negar o seu encontro com a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira. “Essas questões menores adquirem uma certa relevância. Eu conheço a Dilma há décadas, se ela disse que não falou, eu tenho absoluta certeza e convicção que ela não falou“, declarou à Folha. Portanto, pura perda de tempo e dinheiro público. Paguei por essa tosca bazófia. E agora, ilustres senadores oposicionistas? “Quero o meu de volta!”.

Anúncios

Responses

  1. Essa tal de Lina é uma vergonha para a todas as mulheres… Mais uma ex-secretária oportunista, querendo aparecer.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: