Publicado por: jromarq | 20/08/2009

Por que saiu? Saiu, por quê?!

marina-pv

O presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP),  recebeu na manhã da quarta-feira (19/08) um telefonema da senadora Marina Silva, por intermédio do qual comunicou sua decisão de sair do PT. Marina também lhe enviou uma carta, formalizando a decisão e os motivos. Entre os motivos citados, a senadora alega “falta de visão estratégica” e “falta de condições políticas” por parte do governo no que diz respeito às questões ambientalistas. Lamentavelmente, no meu modesto entendimento, a senadora Marina Silva cometeu um incomensurável equívoco ao tomar a decisão de trocar de sigla. Sua afirmação de que falta ao governo “visão estratégica” para lidar com as questões ambientais constitui, no mínimo, uma deselegância porque desqualifica o brilhante trabalho, até aqui, desenvolvido pelo companheiro Carlos Minc (titular da mesma pasta que ela ocupou, Ministério do Meio Ambiente). Afinal, quem é o governo na apreciação dos temas ambientais? O ministro Carlos Minc, óbvio. Minc vem realizando um trabalho excepcional à frente do Ministério do Meio Ambiente, e tem ampla autonomia para implementar todos os projetos necessários ao setor. Além disso, após 30 anos de militância no PT (é bom ressaltar, um longo período de muita luta, dedicação e realizações) alegar “falta de condições políticas” para se desligar do partido chega a causar estranheza. Ora, deixar o PT para filiar-se ao PV, pelo menos em São Paulo, uma sigla definitivamente associada ao PSDB do Serra e, pior, ao DEM(o) do Kassab acaso equivale a um  gesto de “visão estratégica”? Pelas mesmas razões expostas anteriormente, acaso será, no PV, mais brando o “ambiente” para a senadora; terá Marina Silva mais “autonomia” para sustentar as imperativas bandeiras do ambientalismo? Não, claro que não! Então, por que deixar o PT? Mantenho a pergunta, agora, ornamentada com algo de estranheza. Para concluir, acrescentarei um comentário enviado pelo leitor deste blog, o internauta Joel Santos:

 internautaO que nem sempre é entendido é que o PT, inquestionavelmente um partido de esquerda, assumiu o poder dentro de um sistema capitalista neoliberal; comandado por uma elite antropofágica constituída por grandes oligarquias: banqueiros, coronéis latifundiários e multinacionais. O PT chegou ao poder, mas, óbvio, não assumiu o poder absoluto – até mesmo porque vivemos numa democracia (ou não?!). Ou seja: o partido é de esquerda, mas o sistema é capitalista. Portanto, é necessário compor; sem composição, sem entendimento não há governo. Se a companheira Marina cometer o brutal equívoco de trocar o PT pelo PV, candidatar-se à presidência e vencer (pouco provável) terá que compor; formar maiorias no congresso e chegar ao entendimento, caso contrário simplesmente não conseguiria governar. Isto é fato, não é questão de opinião; lamentavelmente ou não é assim que a política funciona (e não apenas no Brasil, como muitos incautos apregoam, mas em todo o chamado mundo “civilizado”). Quanto ao presidente Lula, digo apenas que ele vem cumprindo, fielmente, as cláusulas contratuais relativas ao acordo firmado com o seu eleitorado – entre os quais me incluo. Sim, porque a política nada mais é do que um contrato firmado entre mandatários e eleitores. Lula vem implementando uma verdadeira revolução no âmbito das políticas sociais; colocou o país no mapa geopolítico internacional (hoje, líderes de grandes nações tratam a figura institucional do mandatário mor da nação brasileira com absoluta reverência); através do PAC, não obstante os ingentes obstáculos e interesses contrários, a infra-estrutura – imprescindível ao nosso desenvolvimento – está em pleno processo de reformulação e modernização. Portanto, muito tem sido feito, mas, evidentemente, muito há ainda por fazer. Afinal, não se pode, em oito anos de mandato, mudar séculos de predomínio da elite antropofágica. Além do mais a democracia, em última instância, é um processo de aprendizado (sempre gradual e, muitas vezes, doloroso, sacrificante). Supor que é possível mudar um jogo secular num único lance é de uma inocuidade deprimente e temerária”.

 O comentário acima foi enviado no dia 18/08, referindo-se ao texto “Que marina fique!”. A propósito, concordo – “em gênero, número e grau” – com o amigo leitor.

Anúncios

Responses

  1. Um dia histórico para o PT. Um dia de vitória de Lula, de Sarney, de Renan, de Collor. Enfim, o dia da pizza! O ápice da cara-de-pau, a vitória da falta de ética, dos conchavos, da política rasteira, coronelista, do toma lá, dá cá! É difícil acreditar que algum dia eu cheguei a brigar com minha família defendendo este “cara”. Vivaaaa! Lula mais uma vez venceu!!! Ele realmente é um gênio. A tática foi perfeita: Conselho de “Ética” com senadores suplentes para arquivar denúncias, tropa de choque com os coronéis do nordeste descendo o sarrafo na tribuna, acordão, enfim, tudo dentro do script. Afinal, o fim justifica os meios e o mais importante é continuar no poder. A ética, ah isto é um detalhe! Triste!

    A única coisa boa do dia foi a saída de Marina e o desabafo do Arns do PT!

  2. Tenho um lado e o defendo. Defendo o governo Lula; defendo o PT e a necessidade de governar com eficácia e responsabilidade. Não serei incauto a ponto de execrar uma instituição partidária de relevância histórica (o PT, claro) em decorrência de equívocos (ou supostos equívocos) cometidos por alguns companheiros precipitados. Lula, o Partido dos Trabalhadores e o projeto de reconstrução da nação brasileira – que, diga-se de passagem, está apenas engatinhando – estão num patamar muito acima de todas essas situações.

  3. A senadora Marina Silva, a partir de hoje, não tem mais o meu voto. Digo apenas isto!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: