Publicado por: jromarq | 22/07/2010

Crescimento acelerado

O Brasil mudou: investimentos
sociais e urbanos, transporte, energia

Criado em 2007, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é um novo modelo de planejamento, gestão e execução do investimento público, que articula projetos de infraestrutura e medidas institucionais para ampliar o ritmo de desenvolvimento da economia.

Em três anos, o PAC teve mais de 46% das ações concluídas com R$ 302,5 bilhões investidos em duplicação de estradas, construção de ferrovias, ampliação de aeroportos, melhoria dos portos, construção de usinas hidrelétricas, linhas de transmissão de energia, gasodutos e sistemas de abastecimento de água.

Com isso, o PAC moderniza a infraestrutura, melhora o ambiente de negócios para as empresas, estimula o crédito e financiamento, gerando principalmente emprego e renda para milhões de famílias. 

Investimentos sociais e urbanos

Financiamentos habitacionais: R$ 157,9 bilhões de um total de R$ 164,9 bilhões em investimentos concluídos do eixo Social e Urbano. Mais de 875 mil famílias beneficiadas.

Abastecimento de água: 15 empreendimentos, entre barragens, sistemas de tratamento e adutoras. Cerca de 7,9 mil cisternas prontas em 54 municípios de estados como Bahia, Alagoas, Minas Gerais, Pernambuco e Sergipe.

Saneamento: 1.057 empreendimentos e R$ 823 milhões investidos.

Luz para Todos: 2,3 milhões de ligações com investimento de R$ 4,6 bilhões.

Metrô: expansão da Linha 1 da cidade do Rio de Janeiro e Expresso Tiradentes em São Paulo (SP) no valor de R$ 572,8 milhões.

Transporte

Estradas: investimento de R$ 46 bilhões, com destaque para os R$ 32,9 bilhões investidos ao longo de 5.331 km de rodovias e 38,8 mil km sinalizados.

Ferrovias: 356 km da Ferrovia Norte-Sul foram feitos, o que representa três vezes mais do que qualquer governo anterior. Investimento de R$ 1 bilhão.

Aeroportos: Boa Vista (RR), Confins (MG), Congonhas (SP), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Parnaíba (PI), Salvador (BA) e Santos Dumont (RJ), no valor de R$ 272 milhões.

Portos: Areia Branca (RN), Itaguaí (RJ), Recife (PE) e Vila do Conde (PA), num total investido de R$ 123 milhões.

Hidrovias: Sete terminais hidroviários no Amazonas: Humaitá, Manaquiri, Nhamundá, São Raimundo, São Sebastião do Uatumã, Tabatinga e Urucurituba. No valor de R$ 32 milhões.

Navios: financiamento de 240 embarcações e dois estaleiros, num total de R$ 11 bilhões. 

Energia

O Brasil já conta com mais 6,7 mil novos MW e já foram feitos 7,4 mil km de novas linhas de transmissão. Além de 3,5 mil novos km de gasodutos e onze empreendimentos de modernização do refino de petróleo foram entregues.

Fonte: Dilma13

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: