Twitter

É a hora e a vez da cibermilitância exercer o papel crucial de garantir os avanços conquistados pela sociedade democrática – dentro do Estado de Direito – com liberdade e desenvolvimento sustentável; é o momento de unidade absoluta entre todas as forças do ciberespaço progressista. Agora é oficial. Podemos interagir com a futura presidente do Brasil, Dilma Rousseff, através do Twitter: @dilmabr.

Responses

  1. Caros Companheiros:

    O processo da vida é assim: a gente finda uma luta, começa outra, a gente percebe que a vida é um conjunto de Lutas, experiências, e conquistas.

    A luta continua.
    Chico Garcia
    (18) 9744.1201

  2. Exma.Sra.Presidente Dilma.
    Parabéns pelo grandioso aumento salário mímino.
    O caminho é esse. Aumento pouco para trabalhadores que realmente trabalham e muito para as bolsas dos que não querem trabalhar.
    Na saúde então, volta mesmo o CPMF e se for possível crie mais impostos.
    O povo merece.

    • Olá, Bianca!

      1) – O percentual de reajuste do salário mínimo ainda não foi definido. De qualquer forma, o índice a ser concedido levará em conta a inflação do período acrescido de ganho real.

      2) – O programa Bolsa Família (que retirou da linha de miserabilidade absoluta milhões de famílias brasileiras, dando-lhes possibilidade de migrar de classe social e, inclusive, propiciando o aquecimento da economia com aumento substancial do consumo de bens manufaturados o que, por outro lado, contribuiu para o incremento da poupança interna) é, na verdade, um projeto de seguridade social moldado segundo padrões modernos de gestão pública. Enaltecido em todo o mundo civilizado, o Bolsa Família, de fato, integra um conjunto de estratégias de inserção social bem mais amplo: o Fome Zero (em cujo arcabouço estão incluídos outros programas essenciais, tais como o Minha Casa Minha Vida, o Luz Para Todos e o ProUni). Além disso, não é verdade que aqueles que desfrutam benefícios do programa são acomodados, ou desprovidos de interesse pela atividade produtiva. Muito pelo contrário. A grande maioria dos usuários do sistema, assim que têm suas necessidades básicas (aliás, garantidas pela Constituição Federal) reconhecidas e supridas pelo Estado, acabam ingressando, rapidamente, no mercado de trabalho – que, por sinal, só em 2010 irá gerar mais de 2 milhões e 500 mil novos empregos formais (com registro em carteira).

      3) – O SUS (Sistema Único de Saúde) é outro projeto do atual governo elogiado por organismos internacionais especializados no estudo e pesquisas na área de saúde. Diga-se de passagem, o sistema vem servindo de modelo a muitos países considerados desenvolvidos (Inglaterra, Franca, Alemanha, Espanha, EUA). A Saúde constitui um bem comum, um bem público e um direito coletivo inalienável. Portanto, é um dever do Estado disponibilizar um sistema eficaz, gratuito e democrático. Entretanto, o Estado não gera riqueza; é apenas gestor de recursos. Desse modo, é justo que aqueles que recebem mais contribuam, minimamente, para garantir (dentro do espírito cristão e de solidariedade) o acesso de todos aos bens essenciais.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: